Não consigo estudar, o que fazer? 3 dicas simples

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

desanimo para estudar - Não consigo estudar, o que fazer? 3 dicas simples

Quando comentamos que estamos estudando para concursos, sempre tem alguém para dar uma opinião, dando conselhos sobre como estudar, como se planejar, se organizar. É claro que toda torcida a nosso favor é válida, mas nem sempre conseguimos colocar todas as dicas em prática.

Estudar não é fácil. Exige dedicação, esforço, determinação e, por vezes, não estamos nos sentindo tão aptos assim. A própria pressão do estudo pode nos levar a querer desistir, sem nem ao menos tentar. Porém, se o seu desejo é, realmente, passar em um concurso, não existe outro caminho a não ser estudar e com afinco.

Antes de começarmos as três dicas simples que irão facilitar seus estudos e te ajudar a alcançar seu objetivo, é importante compreender essa apatia. O que está te desmotivando? Cansaço, desorganização e ansiedade podem ser controlados e rearranjados, de modo que o estímulo apareça. Agora, se nem assim você se sentir animado, talvez seja a hora de analisar quão profundamente você deseja ser aprovado em um concurso.

Tente deixar os pensamentos negativos para trás. Cuidando para que a sua rotina não o sufoque, é possível conquistar o objetivo da aprovação sem maiores sofrimentos. Dedique-se e crie um ambiente confortável. Assim, você verá como será mais fácil enfrentar tantos livros e editais.

Confira dicas para otimizar seus estudos!

[Dica 1] Comece aos poucos

Conteúdos para concurso, além de muito específicos, são numerosos. Ao ver a quantidade de coisas que devem ser estudadas, muitas pessoas entram em desespero. E, sim, é muita coisa. Mas você não precisa aprender tudo em uma semana, não é mesmo?

O cérebro humano precisa de momentos para absorção de conteúdo, bem como precisa de momentos de descanso. Estudar para concursos se torna, portanto, como um treino físico. Não exija demais de seu corpo, afinal a rotina terá mudado muito e repentinamente. Respeite o seu próprio ritmo.

Inicie seus estudos aos poucos, com uma quantidade menor de matéria. Conforme perceber que o tanto estipulado já não te desgasta como antes, vá aumentando a carga. É o mesmo quando vai a uma academia. Você não chega levantando os maiores pesos.

Faça um planejamento diário, com uma rotina estipulada, determinando quanto tempo se dedicará aos estudos. Durante o tempo que estiver dedicado aos livros e editais, faça pequenas pausas, se levante, tome uma água, respire.

[Dica 2] Respeite o tempo de descanso

Isso nós ouvimos desde criança e, acredite, nada é mais correto! Mesmo que pareça irreal a possibilidade de parar os estudos para descansar durante quinze minutos, a sua absorção de conteúdo será muito maior quando retornar.

Muitos concurseiros abrem mão de horas de sono para se dedicar a estudar. Isso tende a prejudicar não apenas o seu descanso, como o seu organismo como um todo. Estudar também gera desgaste físico e o seu corpo precisa dos momentos de pausa, para não desencadear doenças.

Além disso tudo, dormir mal – ou não dormir – afeta a sua capacidade de raciocínio e concentração. De nada adianta virar madrugadas estudando, se o seu tempo não está sendo aproveitado com eficiência. Estipule uma meta de sono, da mesma forma que estipulou para os estudos. Depois de dormir bem, você se sentirá revigorado.

[Dica 3] Valorize as pequenas vitórias

Por vezes, a ansiedade pode tornar o cenário um tanto desanimador. Olhar a quantidade de material a ser estudado, a data da prova, que se aproxima sem piedade, e a quantidade de candidatos por vaga, pode te levar a desanimar. Esses sentimentos negativos, motivados pela ânsia em conquistar o objetivo, podem se tornar verdadeiras pedras em seu caminho. E não é isso que queremos, não é mesmo?

comemore pequenas conquistas - Não consigo estudar, o que fazer? 3 dicas simples

Quando você se sentir ansioso com as dificuldades, tire um momento para si mesmo. Solte caneta, lápis, papel e respire fundo, de olhos fechados, se concentrando no ar que entra e sai de seus pulmões. Isso irá te ajudar a diminuir o ritmo e se desligar da ansiedade latente.

Quando estiver se sentindo melhor, analise as suas conquistas. São muitas matérias para estudar? Sim. Mas ontem era ainda mais. Você está tendo dificuldades em uma determinada área? Pode ser. Mas em outras, está cada vez melhor. Não se desespere. Você não é o primeiro e nem será o último que se sentirá assim. O que importa, no final, é ser capaz de se libertar dos sentimentos negativos e focar no objetivo principal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *